CapaNotícias

RJ tem R$ 618 mi em contratos suspeitos

A SES (secretaria de Estado de Saúde) aplicou nessa quinta-feira uma multa no valor de R$ 180 mil à Rufollo, além de determinar a suspensão de participação da empresa de qualquer licitação.

A punição é resultado de dois processos abertos em outubro de 2011 pela subsecretaria executiva da SES para investigar a falta de cumprimento regular e satisfatório do serviço contratado a partir de licitação.

A empresa é uma das quatro flagradas oferecendo propina para ganhar licita- ções no hospital da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Toesa, Locanty e Bella Vista são as outras.

Juntas, as quatro levaram das contas do Estado e município do Rio mais de R$ 600 milhões, segundo pesquisas realizadas pela vereadora Andréa Gouvêa Vieira e pelo deputado estadual Luiz Paulo Corrêa da Rocha, ambos do PSDB.

De acordo com a vereadora Andréa Gouvêa Vieira, um levantamento feito no Sistema de Contabilidade e Execução Orçamentária mostra que a prefeitura fechou 82 contratos com as empresas investigadas, num valor total de R$ 190 milhões.

O governo estadual gastou R$ 272,5 milhões para o pagamento de 58 contratos com Toesa, Rufollo e Locanty. Só a última levou R$ 213 milhões em 48 contratos, de 2004 a 2011, segundo o Sistema de Administração Financeira de Estados e Municípios. Já os contratos do governo com a Bella Vista somam quase R$ 155,5 milhões desde 2001.

A vereadora Teresa Bergher (PSDB) encaminhou ofício à mesa diretora pedindo o cancelamento imediato do contrato da Locanty , que fornece serviço de limpeza à Câmara Municipal. Segundo ela, a Locanty pode ter recebido duas vezes pelo mesmo serviço.

Em 2007, a empresa ganhou uma licitação de R$ 4,7 milhões. Como uma pendência judicial impedia a assinatura do contrato, a câmara contratou a mesma Locanty emergencialmente entre junho e dezembro, por R$ 2,9 milhões. Mas, em outubro do mesmo ano, ela assinou o contrato da licitação.

Teresa vai entrar com requerimento hoje pedindo esclarecimentos à Câmara. “Comecei a duvidar quando vi os banheiros sujos e pesquisei. A Locanty já teve contrato até para contratação de radialista. Eles pegam qualquer licitação que dê dinheiro. É estranho”, disse.

 Fonte: band.com.br