Segurança não se faz com pirotecnia mas com planejamento e inteligência

“Eu diria que isso é um problema crônico que não se resolve com medidas simplistas. É necessário medidas efetivas de médio e longo prazo. A Força Tarefa com a Polícia do Estado e MPE deveriam atuar ano a ano para trabalhar sobre as questões da venda atacado de drogas e armas, investigar aqueles que podem estar por trás financiando estes projetos nefastos de narcotráfico. Investigar também as possíveis ligações de políticos com este tipo de atividade, incluindo aí a própria Policia Rodoviária Federal que patrulha as estradas federais. Este é um projeto de longo prazo interessante, porque já deu certo em outras localidades.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *