Pacote do governo cria 233 cargos comissionados

O trenó da alegria baixou no Palácio Tiradentes. A Assembleia Legislativa vota hoje, às 13h, três mensagens do governo do estado que criam 237 cargos no Executivo. Destes, 233 serão preenchidos sem a realização de concurso público.

 

Só a mensagem 54/2012 provocará um impacto de R$ 342.679,86 por mês no orçamento. São 228 postos em seis secretarias – Segurança, Saúde, Educação, Defesa Civil, Obras e Administração Penitenciária -, no Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação (Proderj) e em pastas que só serão criadas em 2013. O governo terá três novas secretarias – Envelhecimento Saudável, Defesa do Consumidor e outra ainda indefinida. O problema é que o texto da mensagem não as menciona.

Agências

Outros dois projetos criam cinco caros na Agência de Energia e Saneamento (Agenersa) e quatro na Agência Reguladora de Transportes (Agetransp). Destes, cinco são comissionados. O impacto anual será de R$ 113.024. O líder do governo, André Corrêa (PSD), argumenta que o objetivo é tornar o serviço público mais eficiente. Mas Luiz Paulo Corrêa da Rocha (PSDB) duvida:

– O governador quer atender demandas políticas, partidárias e eleitorais.

Fonte: Extra

Confira a matéria que foi ao ar ontem , na segunda edição do RJTV 2ª edição, contendo entrevista com o deputado Luiz Paulo: