Comissão da Serra: reuniões e vistorias para acompanhar investimentos

Em pouco mais de três meses de atuação a Comissão de Representação da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), que acompanha a atuação e os investimentos a serem realizados pelos Governos federal, estadual e dos municípios envolvidos na catástrofe decorrente de chuvas na Região Serrana, em particular as intervenções recomendadas pelo relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Serra, ambas presididas pelo deputado Luiz Paulo já realizou 6 reuniões ordinárias e uma vistoria em Teresópolis, um dos municípios mais afetado pelas chuvas do início de 2012.

 

Para o presidente da comissão, ainda falta um plano estratégico de recuperação das cidades, além de uma ação articulada entre as autoridades competentes. “Pela dimensão da catástrofe, é necessário que haja um grupo de trabalho mais articulado e com dedicação exclusiva para a reconstrução”, frisou Luiz Paulo, que pontuou “o aluguel social, a construção de novas casas e a contenção de encostas como os principais problemas da região.

Em audiência da comissão, o presidente da Empresa de Obras Públicas do Estado do Rio (Emop), Ícaro Moreno, anunciou que todas as obras de contenção de encostas em Teresópolis e Nova Friburgo, na Região Serrana, serão concluídas até o final de agosto. “As ocupações desordenadas ao longo desses anos foram muito prejudiciais e geraram vários problemas. Reconstruir é integrar a população a todos os meios disponíveis do Governo do estado para que possamos acertar o melhor caminho”, disse Moreno. Segundo ele, serão concluídos, até agosto, oito locais de intervenção em Teresópolis e mais 14 em Friburgo. Já o subsecretário de Estado de Urbanismo, Vicente Loureiro, disse que serão construídas 6.282 unidades habitacionais e 159 unidades comerciais em todas as sete cidades da região.

Dentre as reuniões desse período, os parlamentares puderam ouvir o então secretário de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, Rodrigo Neves; o secretário de Estado de Habitação do Rio de Janeiro, Rafael Picciani; o subsecretário de Projetos de Urbanismo da Secretaria de Obras do Estado do Rio, Vicente Loureiro; o subsecretario de Estado Extraordinário para Reconstrução da Região Serrana, Affonso Henriques Monnerat; o diretor-presidente da Empresa de Obras Públicas do Estado (Emop), Ícaro Moreno; e o presidente do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ), Henjrique Alberto dos Santos.

Fonte: Alerj