Luiz Paulo inicia Ciclo de Palestras do Fórum de Desenvolvimento na Rio+20

O deputado Luiz Paulo, a pedido do Presidente da Alerj, Paulo Melo, presidiu o início do Ciclo de Palestras do Fórum de Desenvolvimento da Alerj, sobre o Papel do Legislativo Estadual na sustentabilidade, sobre reflexões e ações.

“A Assembleia Legislativa tem um trabalho muito amplo através das suas comissões permanentes e estas estão integradas ao trabalho do Fórum.”

Luiz Paulo salientou a importância da mesa, que contou com representantes da UENF, do CRC/RJ (Conselho de Contabilidade), do SESCON/RJ(Sindicato das empresas de serviços contábeis) e do SEBRAE, abordando a questão das pequenas e médias empresas, com relação às inovações tecnológicas, principalmente no que tange aos novos conceitos, tentativas de ser socialmente sustentável, economicamente viável. Para o deputado esses são alguns dos desafios que a Assembleia enfrenta ao definir as políticas públicas em que ela legisla.

Ressaltou ao final do primeiro debate que o mundo como um todo tem que rever a relação de consumo exagerada, uma vez que o planeta não aguentaria, tratar da questão macro, da economia.

“Não podemos ter economia verde mantendo o padrão de consumo que temos hoje.”

Na sua palestra, o deputado Luiz Paulo contou com a presença de Thereza Carvalho, arquiteta, professora da UFF e especialista em urbanismo.

Em sua preleção, Luiz Paulo abordou os perigos de não termos uma articulação entre o econômico, o social e o ambiental. As catástrofes podem ser evitadas se a relação com essa tríade for modificada, salvo algum acidente natural, fora do alcance do ser humano. Levantou a questão de construções irregulares, ocupação inadequada do solo, queimadas, ocupação irregular nas margens dos rios, etc.

Para ele, deveria haver a previsão, a prevenção e a ação. Thereza defendeu que há solução se mudarmos a nossa forma de ver o ambiente, integrando-nos a ele e agindo.