Luiz Paulo critica a não liberação de recursos para as rodovias da Região Serrana

O deputado Luiz Paulo recebeu hoje, na sala 311 do Palácio Tiradentes, pela Comissão de Representação da Alerj para acompanhar as ações e investimentos na Região Serrana após a catástrofe de 2011, o Presidente do Departamento de Estradas e Rodagens (DER) Henrique Alberto dos Santos Ribeiro. O presidente afirmou que estão sendo recuperadas as principais rodovias estaduais, além da nova atribuição de construir 45 pontes nas rodovias municipais e vicinais, e que prezou logo no inicio da tragédia, a desobstrução das vias de acesso. Além disso, afirmou que 5 pontes importantes estão em vias de conclusão.

Salientou que o governo do Estado pediu ao governo Federal cerca de R$290 milhões para as reconstruções, além de estarem esperando os recursos oriundos do CAF, BID e Banco do Brasil (este último R$50 milhões dos R$250 milhões que serão destinados ao DER, especificamente para a contenção de encostas nas rodovias estaduais). Concluiu afirmando que todos os projetos básicos juntamente com o orçamento estará pronto no dia 18 deste mês e até o final do mês estarão prontos os editais para as licitações para fazer a ponte da RJ116.

O deputado Luiz Paulo fará um ofício solicitando ao presidente que especifique quais pontes e obras nas rodovias serão beneficiados pelos empréstimos e criticou o governo afirmando que o mesmo não está bem organizado e que a liberação dos recursos está demorando muito.

“O DER mostrou claramente que a organização inicial que o Estado deu para enfrentar a catástrofe da região serrana não deu certo. Tanto é que estão reformulando. (…) As grandes obras que o DER precisa fazer na região serrana estão dentro de contratos de empréstimos como o CAF e o BID e por via de consequência com esses contratos não sairam principalmente com relação a RJ134, ligação com São Dosé do Vale do Rio Preto e a RJ130 ligando Friburgo (…) As intervenções a grandes obras de prevenção precisam que os contratos sejam assinados. Se assina contrato de 3 bilhões com o BB segundo dizem, a assembleia formalmente não sabe de nada, apenas 50 milhões serão destinados as obras de contenção de encostas nas rodovias estaduais.”

Luiz Paulo finalizou que para obras político eleitorais são milhões e milhões, quando o certo seria pelo menos 1 bilhão de reais destinados a região serrana.