CapaNotícias

Por fora das obras do Maraca

Com base na Lei de Acesso à Informação, o deputado Luiz Paulo (PSDB) questionou ao secretário estadual da Fazenda, Renato Villela, o tamanho da renúncia fiscal, já que o governo abriu mão do valor do Imposto de Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) nas obras do Maracanã.

O secretário, no entanto, não soube responder, alegando existir muitas empresas envolvidas nas obras. O tucano, então, solicitou ao presidente da Assembleia Legislativa, Paulo Melo (PMDB), que acione o Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Inicialmente orçados em R$705 milhões, os custos já chegaram a R$ 1,2 bilhão.

(Extra, Extra! – Berenice Seara – Jornal Extra – 17/09/13)