NotíciasSlideshow

Luiz Paulo critica posição do Inea em conceder licença para Linha 4

O deputado Luiz Paulo afirmou estar decepcionado com o Inea por conceder a licença operacional para que sejam iniciadas as obras do Metrô na Zona Sul, com o traçado, que ele considera espúrio, passando por Ipanema e Copacabana, em que a Praça Nossa Senhora da Paz terá suas árvores retiradas, agora “apenas” em 32%.

 “Isso é típico daquele dito popular de botar o bode na sala e depois tirar o bode da sala, quando a questão central não é abordada”.

Salientou ainda que o registro dessa indignação tem que ser pontuada sempre.

“Jamais a comunidade quis o traçado do Metrô passando por Ipanema e Leblon. E jamais quis a comunidade que a Praça Nossa Senhora da Paz fosse destruída. (…) quero registrar que a linha do Metrô – que vai se iniciar a construção – não atende à maioria dos desejos dos moradores de Ipanema e Leblon como também não atende à imensa maioria dos moradores do Humaitá, do Jardim Botânico e da Gávea. Mesmo assim, ao desagrado geral, esse traçado já dito como imprestável será construído, mostrando claramente que abrigamos a Rio+20, mas que os conceitos de Eia-Rima estão profundamente abalados porque eles passam a ser um documento para justificar os desejos dos governos, razão pela qual fica aqui, mais uma vez, a nossa manifestação a esse traçado e a nossa posição contrária ao que vão fazer com um bem tombado que é a Praça Nossa Senhora da Paz.

Para variar, como é uma ação do Governo do Estado, que não dá a ele transparência e nem tem o abrigo do desejo popular, o Prefeito Eduardo Paes se omite.”