NotíciasSlideshow

Adiada permissão para executivo pegar 3,6 bi no BB

A votação, ontem, na Assembléia Legislativa (Alerj), do projeto autorizando o Executivo fluminense a pegar um financiamento com o Banco do Brasil no valor de até R$3,6 bilhões, para obras de infraestrutura, entre elas a Linha 3 do Metrô, foi adiada. Desta vez, o governo estadual pediu uma revisão no contrato com a instituição financeira federal. A expectativa é que o texto entre na pauta de discussões hoje.

De acordo com o deputado estadual Luiz Paulo (PSDB), que apresentou emendas na semana passada à mensagem do Executivo, a verba precisa ser adequada para que hajam garantias de que ela vai atender às necessidades das populações beneficiadas com estas melhorias.

“É uma mensagem que inclui obras importantes para o nosso estado, como a Linha 3 do Metrô para a região de Niterói e São Gonçalo. Quero é separar o joio do trigo. Só temos o “grosso” do orçamento, mas não uma definição de quanto será destinado para cada obra”, lembrou o parlamentar.

Investimento – Os R$ 3,6 bilhões serão utilizados na execução do Programa de Melhoria da Infraestrutura Rodoviária, Urbana e da Mobilidade das Cidades do Estado do Rio (Pró-Cidades) e nas obras das linhas 3 e 4 do Metrô, entre outras obras de infraestrutura.

Explicação – Em comunicado oficial, o Banco do Brasil informou que não pediu a retirada da proposta da pauta de votação ontem. Segundo o comunicado, a instituição apenas repassou novos dados para que os deputados estaduais pudessem ter mais subsídios para uma análise mais profunda do financiamento de R$ 3,6 bilhões.

 

Fonte: O São Gonçalo