Luiz Paulo questiona Transolímpica à Ceca

O deputado Luiz Paulo elaborou uma série de questionamentos referentes ao empreendimento Transolímpico que ligará Magalhães Bastos à Barra da Tijuca. Essas perguntas são referentes à Audiência Publica feita pela CECA – Secretaria de Estado de Ambiente do Rio de Janeiro e pela Prefeitura do Rio de Janeiro, ocorrida no dia 22 de outubro, em Jacarepaguá, onde o projeto foi apresentado.

Veja abaixo as dúvidas que não foram sanadas na Audiência e que Luiz Paulo espera que sejam respondidas pela CECA.

1 – Não foi apresentado, durante a Audiência, nenhum estudo referente à demanda da via expressa, quer para o ano da abertura ao tráfego, quer a projeção dessa demanda ao longo do período da concessão.

2 – Não foi apresentado, durante a Audiência, nenhum estudo referente à demanda do sistema de transporte por ônibus articulados e segregados em via exclusiva e sua evolução durante o período da concessão.

3 – Não foi apresentado, durante a Audiência, o estudo do impacto do tráfego proveniente da via expressa nas já saturadas Av. das Américas, Estrada dos Bandeirantes e Av. Brasil.

4 Não ficou suficientemente esclarecido, durante a Audiência, o impacto referente à forma como se dará a conexão dos sistemas de transportes denominados Transoeste e o projetado Transolímpico.

5 – Não ficou esclarecida a razão de não integrarem os estudos de impacto ambiental do projeto do Transolímpico apresentado, as intervenções que serão feitas na Av. Salvador Allende, uma vez que esta via, como se depreende do teor da Audiência, não só faz parte da via expressa apresentada, como é por ela que se dará a continuidade ao corredor exclusivo para ônibus articulado. Sem a via em referência, o projeto ficaria incompleto por não se conectar com a Av. das Américas. A ausência das intervenções nessa via ( Av. Allende ) nos estudos referidos, a nosso ver, compromete na essência o estudo apresentado na Audiência como um todo.

6 – Em que pese não ser pertinente ao objeto da Audiência em comento, não é plausível e compreensível que não esteja definida, de forma clara, a ligação dos sistemas de transporte mencionados entre o Terminal Alvorada e a Linha 4 do Metro que terá sua última estação no Jardim Oceânico.

7 Igualmente não é compreensível que não haja uma apreciação conjunta da interação entre os quatro projetos de transporte, em fase de funcionamento, implantação ou de projeto, referentes à Barra da Tijuca a saber : Transoeste, Linha 4 do Metro, Transcarioca e Transolímpico.