Oposição no Rio ainda aposta em grande virada na reta final

Apesar dos números apresentados pelas pesquisas de intenções de votos no Rio, os partidos de oposição ao atual prefeito e candidato à reeleição, Eduardo Paes (PMDB), acreditam na possibilidade de um segundo turno. Todos apostam no que chamam de tradição histórica nas eleições municipais na cidade, onde, na reta final, três nomes aparecem mais fortes na disputa. É o que pensa, por exemplo, o deputado Luiz Paulo, do PSDB.

Foto : jornal O Globo / Gabriel de Paiva

“Faltam três dias. O histórico das eleições sempre apontou o destaque de três candidatos na reta final. Um deles será Otávio Leite”, disse, referindo-se ao candidato de seu partido, que tem 3% dos votos, pela pesquisa do Datafolha. Para ele, o fato de Paes ter a máquina pública a seu favor prejudicou os demais candidatos. Mas que a reta final é que vai mostrar se as pesquisas vão mesmo refletir o voto nas urnas. “O candidato a reeleição atua também como prefeito. A aliança com 19 partidos que fez o Eduardo ( Paes ), aliada a essa duplicidade como prefeito e candidato é desproporcional. Isso acachapou os demais. Mas a hipótese do segundo turmo não está terminada. Basta ver o que está acontecendo em São Paulo”, avaliou, referindo-se à queda de mais de cinco pontos de Celso Russomano (PRB), agora tecnicamente empatado com o tucano José Serra.