Aumento das Barcas criticado por Luiz Paulo sai no Diário Oficial

Foi publicado no Diário Oficial do Estado do Rio de Janeiro nesta terça feira um decreto do governador Sérgio Cabral que determina a estrutura de tarifas do aquaviário de passageiros no Estado do Rio de Janeiro. Segundo a publicação a partir do dia 1º de março de 2012, a tarifa para os usuários portadores do Bilhete Único Intermunicipal será de R$ 3,10, já com o subsídio do Estado. Para os que não possuem, o valor é de R$ 4,50.

O Governo do Estado havia informado anteriormente que o valor da passagem seria de R$ 3,10, sem exigir a utilização do Bilhete Único como fator para o valor. Agora, o que se vê é que aqueles que não possuírem o Bilhete Único pagarão um valor ainda mais caro do que os R$ 3,10 acordado anteriormente. Aqueles que decidirem fazer a viagem Niterói x Rio de Janeiro ou vice-versa sem utilizar o Bilhete Único terá que desembolsar R$4,50.

O deputado Luiz Paulo é veementemente contrario ao aumento das tarifas. Na votação do decreto, onde foi voto vencido mesmo com toda a luta contra o aumento, o parlamentar critica a atuação da atual gestora do serviço das Barcas.

“Por que estou votando não? Porque a atual concessionária a única coisa que ela mereceria é ter o contrato de concessão rompido pela incompetência, pela incapacidade de gestão, enfim, por todos os adjetivos qualificativos que lhe fazem justiça. Além do mais, nunca se esforçou para fazer a ligação São Gonçalo/Praça XV, até porque, a Concessionária tem outros interesses, também, em empresas de transporte coletivo por ônibus.”

Para possibilitar a existência da “tarifa aquaviária social” no valor de R$ 3,10 o Governo do Estado vai subsidiar a diferença por meio do Fundo Estadual de Transportes.

Com o panorama, resta saber quem pagará a conta de mais este aumento nas Barcas. Após a confirmação dos aumentos nas catracas perceberemos o quanto sairá do bolso do consumidor.

Veja o decreto que aumenta as tarifas na integra clicando aqui