Os faltosos

A xícara de ouro do Prêmio Chá de Sumiço da Assembleia Legislativa, edição 2011, foi para o nobre Marcos Abrahão (PTdoB)

Segundo o site da Alerj, o moço, com 26 faltas, foi o que mais se ausentou nas 109 sessões realizadas até novembro.

A xícara de prata foi para Samuquinha (PR), com 23.

O bronze foi dividido entre Roberto Dinamite (PMDB) e Marcelo Simão (PSB). Ambos com 18.

Outros cinco deputados se esforçaram, mas não poderão bicas as cobiçadas xícaras.

Átila Nunes (PSL) teve 16 faltas. Rogério Cabral (PSD), 15. Domingos Brazão (PMDB), Lucinha (PSDB) e Aspásia Camargo (PV) empataram com 14.

Mesmo disputando apenas o prêmio de consolação, eles faltaram o equivalente a mais de um mês de trabalho.

Os únicos que não mataram sessão foram Janira Rocha e Marcelo Freixo, ambos do PSOL, Luiz Paulo Corrêa da Rocha (PSDB) e Luiz Martins (PDT).